vazamento Final Fantasy
O pessoal não espera.

Definitivamente, é um começo de ano atípico para os games. 2020 ainda não tem 48 horas e já conta com nada menos que quatro notícias de vazamento e rumores constatados. Depois do vacilo da PEGI, da PS PLUS, do próximo DIRECT da Nintendo e da nova DLC de Marvel Ultimate Alliance 3, agora é a vez do mais impactante vazamento: O vazamento da demo do Remake de Final Fantasy VII.

E assim como parte dos vacilos de segurança acima, o deslize foi cometido por uma conta oficial. No caso em questão, a demo apareceu acidentalmente nos servidores da PlayStation Network no dia do Natal e foi descoberta pelo site de rastreamento de dados gamstat.

Assim, não demorou para que o conteúdo fosse baixado e replicado em várias partes pela web afora. O conteúdo compartilhado expõe personagens e alguns elementos que ainda não haviam sido divulgados de maneira oficial. O conteúdo em questão pode ser visto aqui.

Como se sabe, em Final Fantasy VII, Cloud Strife e AVALANCHE explodem um Mako Reactor no início do jogo. A explosão resultante causa uma perda de vidas civis, mas dá um grande golpe contra a corporação Shinra

Contudo, no novo jogo, a bomba serve apenas para danificar o reator, e a maior explosão é causada por Shinra, a fim de transformar a percepção do público contra a AVALANCHE. A mudança é simultaneamente menor e maior: não altera a história principal do jogo, mas faz com que as ações da AVALANCHE pareçam um pouco mais limpas e heroicas quando comparadas ao jogo original.

de acordo com a Square Enix, Final Fantasy Vll Remake será lançado para PlayStation 4 no dia 3 de março de 2020 por US$ 59,99.