Hideo Kojima foi a Comic-Con 2019 para aprofundar as informações sobre Death Stranding, sua mais recente obra. Contudo, foram algumas de suas declarações paralelas ao jogo que mais chamaram a atenção.

Após revelar que Keanu Reeves quase teve um papel no seu jogo (onde o ator canadense foi preterido pelo amigo pessoal de Kojima, o ator norueguês Madds Nikkelsen), o japonês seguiu dando mais informações sobre os conceitos criativos que cercam seu projeto desde o princípio.

“Quando comecei minha própria produção, a coisa mais fácil de se fazer era criar um jogo onde todo mundo cai numa ilha e atira um contra o outro… Criatividade é o que move a civilização para frente. Estamos vivendo numa época onde a criatividade é ditada por algoritmos e isso a torna quase inútil. É importante reagir contra isso.” disse Kojima.

A fala do japonês claramente se divide entre defender inovações criativas e alfinetar os sistemas de jogos do tipo Battle Royale. Todavia, a declaração de Hideo ainda não foi rebatida por nenhum desenvolvedor desse sistema.