Print vídeo
Deu muito ruim. Imagem: reprodução Youtube

Os administradores de Fortnite decidiram banir permanentemente o membro da FaZe Clan, Jarvis Kaye, após o jogador profissional utilizar aimbot em partidas.

Para quem não conhece, aimbot é um hack aonde o jogador, ao usá-lo, mira automaticamente em seus adversários, atirando de forma perfeita nos inimigos. Em diversos jogos, estes tipos de infrações são condenadas pela comunidade e passível de banimento.

Ao ser notificado, o jogador profissional postou um vídeo no YouTube expondo o caso para seus fãs, pedindo desculpas à comunidade sobre ter utilizado o hack e explicou que usou apenas em partidas solo casuais e no Modo Parquinho, para criar conteúdo ao seus seguidores no YouTube e na Twitch. Segundo Jarvis Kaye, ele não utilizou, de forma alguma, a trapaça em partidas competitivas. Confira o depoimento do agora ex-jogador de Fortnite, nitidamente comovido em alguns trechos do vídeo:

“Obviamente que isto foi um erro enorme de minha parte e completamente errado”, comentou o membro da FaZe. “Fico pensando e nem sei o que me deu na cabeça fazer isso. Foi uma ideia terrível”, finalizou.

A Epic Games, desenvolvedora do Fortnite, comunicou ao IGN Portugal que tem “Uma política de tolerância zero para a utilização de trapaças. Quando as pessoas utilizam aimbots ou outro tipo de hack para ganhar uma vantagem injusta, arruínam os jogos das pessoas que jogam de forma justa”.

No ano passado, o jogador XXiF também foi apanhado trapaceando em uma qualificatória da World Cup, ao combinar com um amigo para pousar no mapa no mesmo lugar que ele, para ganhar pontos matando o seu companheiro. Porém, o banimento foi apenas de duas semanas, posteriormente, o player conquistou sua classificação para o campeonato sem a utilização de trapaças.