Diablo 2
Diablo 2. Imagem: Divulgação.

Não vai rolar uma remasterização de Diablo 2 pela Bizzard. Os fãs do segundo jogo da franquia com milhares de fãs pelo mundo receberam recentemente a notícia pesarosa direto das bocas dos criadores da franquia. E o motivo para isso é de uma irresponsabilidade inacreditável, dado que trata-se de algo que até usuários domésticos de PC tem o costume de ter: um back up.

Diabos!

De acordo com os criadores de Diablo, Max Schaefer, Erich Schaefer e David Brevik, o código fonte de Diablo 2 e todo o material gráfico do jogo foram acidentalmente apagados dos computadores da Blizzard na fase final do desenvolvimento do jogo. E não havia backup.

“Não apenas nosso código, mas todos os nossos ativos. Irrevogavelmente, fatalmente corrompidos”, disse Max Schaefer. “Deveríamos ter um backup, mas o negligenciamos. Passamos um dia ou dois em puro pânico”, lembrou seu irmão, Erich Schaefer (via Gamespot).

Anjos!

Na época, o que salvou a Blizzard de ter que refazer tudo do zero foram as cópias enviadas para teste. Assim, à partir das versões que os funcionários tinham como cópias de teste em seus computadores pessoais, boa parte do game foi arquitetada em cima do que havia disponível.

“Nós finalmente reconstruímos muito com o que as pessoas tinham em suas casas”, explicou Erich Schaefer, que ainda passou por dias e noites em claro até colocar tudo nos eixos.

Assim, a história infernal revelada no fim de semana do ExileCon 2019, é uma punição que os fãs ansiosos por uma refinada no gráfico podem esquecer.