THE CHURCH IN THE DARK
Religião ou seita extremista? Só jogando para saber. Imagem: Divulgação

Misturar games e religião em um mesmo projeto, quase sempre resulta em um jogo de terror. Contudo, os criativos da Paranoid Productions parecem ter achado um meio termo entre esses elementos para trabalhar.

The Church in The Darnkness (“A Igreja na Escuridão) é um game onde o objetivo é sobretudo desmantelar uma comunidade religiosa, que supostamente tem passado do limite com seus seguidores.

A história

No final dos anos 1970, os carismáticos Isaac e Rebecca Walker lideram a Missão de Justiça Coletiva. Rotulados como radicais e sentindo-se perseguidos pelo governo dos EUA, eles deslocam seus seguidores para o único lugar em que acreditam poder criar uma utopia socialista: as selvas da América do Sul. 

The Church in the Darkness
Não fica claro se o jogo se passa no Brasil, mas é plenamente possível. Imagem: Divulgação.

Lá, eles constroem Freedom Town. Mas os parentes deixados para trás nos EUA ficam preocupados com o que exatamente está acontecendo nesse complexo na selva?

É e aqui que o jogador entra. Como Vic, um ex-oficial da lei, o jogador viaja para a América do Sul para entrar em Freedom Town, afim de verificar como está seu sobrinho, Alex. E uma vez infiltrado na comunidade, ficará a cargo de Vic descobrir se o que se passa ali é, de fato, fanatismo religioso.

Livre arbítrio

Diante de um cenário de mundo aberto, Vic será capaz tomar decisões em todos os níveis. Em outras palavras, suas abordagens aos moradores pode ir de conversas a tiros letais. Dessa maneira, Vic será livre para agir, mas escravo das consequências.

A Igreja na Escuridão - Freedom Town Sign Screenshot
A religião se denomina “Missão da Justiça Coletiva“. O nome já deixa claro quem julga. Imagem: Divulgação

Richard Rouse III, diretor, designer e roteirista do jogo, reforça conceito de livre arbítrio, e o estende aos outros jogadores. “O jogo é sobre escolhas. O que acontece quando você encontrar seu sobrinho Alex? Talvez ele esteja bem, talvez queira sair, ou algo diferente. Talvez um membro conte para você onde estão os líderes Isaac e Rebecca, e você decida confrontá-los sobre o que sabe.

Além de jogabilidade clássica de infiltração que permite ser letal, não letal, ou uma combinação dos dois, você também terá que fazer estas escolhas narrativas sobre o que fazer a respeito de Alex, Isaac, e Rebecca.
Todas as escolhas que fizer durante o game fazem parte do nosso sistema para determinar como tudo acabará, e vários finais possíveis existem.
” completa Rouse.

Cada jogada oferece cenários únicos de jogo e elementos de história bem como personagens de temperamentos diferentes. Tudo em uma narrativa inconstante contada através de investigação e ação. Assim, caberá ao gamer distinguir aliados/inimigos e saber o quão perigosos são os Walkers.

 The Church in the Darkness estará arrebanhando fiéis à partir de 2 agosto, em todas as sacras plataformas atuais. Ainda não foi divulgada a oferta para se obter o game. Por enquanto, confira a pregação abaixo: