Peace Island observatorio de games
Imagine viver desafios gatescos em um mundo aberto. Imagem: Divulgação

Resolver quebra-cabeças, jogar missões secundárias ou simplesmente perambular aleatoriamente por um mundo aberto. A frase anteriormente lida pode perfeitamente ser aplicada a franquia do game GTA. E de fato, trata-se mesmo de um jogo, mas esse será protagonizado por outros tipos de malandros: gatos.

O projeto “Peace Island” (“Ilha da Paz”) promete ser uma tocante aventura de mundo aberto, onde uma gangue de nove gatos que tem que trabalhar unida para descobrir o que aconteceu com todos os humanos de sua ilha, que simplesmente desapareceram.

Até os humanos que protegem humanos sumiram. Imagem: Divulgação.

Se você nunca se pôs no lugar de um gato, essa será decerto uma experiência literalmente imersiva. A sinopse do jogo por si só já deixa isso claro. Confira:

Sinopse

A gata Elizabeth não está nos melhores dias. Começou sendo gentilmente empurrado para dentro da grande caixa de plástico, que geralmente significava uma ida ao médico. Ainda que emitindo sua opinião sobre essa situação, acabou indo ao profissional.

Felizmente, a caixa estava forrada com seu cobertor favorito. Seus protestos ocasionais foram recebidos com um fluxo constante de murmúrios tranquilizadores, e generosas guloseimas entraram através da barras brilhantes de sua prisão temporária. Menos mal.

O quadro sempre mutante de cor e forma “alienígena” do lado de fora desapareceu quando um sono rancoroso a dominou [estava sendo dopada]. Mas ela estava com sua humana, e enquanto eles estivessem juntos, ela sabia que estaria segura. 

A curiosidade dos gatos também estará presente em Peace Island” Imagem: Reprodução

Quando ela acordou algum tempo depois, a porta da jaula estava aberta. Qualquer medo do desconhecido foi banido assim que ela sentiu o cheiro de comida fresca, um pouco além de seus confins. No entanto, o apartamento em que ela se encontra está silencioso. 

Seu humano não está ali, e a visão desconhecida de uma porta aberta acena. Ela preferiria ficar dentro, mas ela ouve gritos de um de seus semelhantes, do lado de fora. Assim que Elizabeth passar pela porta, Peace Island é oficialmente um jogo.

“Cara, também não vi nada”. Em Peace Island, os gatos terão coletar informações de todos. Diante disso, conquistar a confiança de outros bichos será fundamental. Imagem: Divulgação.

Gatos sendo gatos

Embora a missão dos bichanos seja resolver o mistério do sumiço dos humanos e trazê-los de volta, isso não significa que essa seja a prioridade.
No game, os humanos podem esperar, já que os bichanos precisam tomar um sol e resolver a questão da comida.

Resolva quebra-cabeças, jogue missões secundárias ou apenas fique deitado ao sol.  Crédito: Eric Blumrich / Ilha da Paz
Vou ali salvar uns humanos, DEPOIS de tomar um sol. Imagem: Reprodução.

Ilha da paz contará com quatro comunidades distintas, vários ambientes internos, mini-games (leia-se “pegar aquele rato maldito ali”), além de muitos outros desafios felinos. O jogador terá a oportunidade de experimentar vários enredos divergentes, à medida que se aproximam da decisão final: “Os humanos merecem ser trazidos de volta?”

O criador

Amante declarado e dono de dois bichanos, Eric Blumrich (48), é um americano de muitos talentos.
“Já trabalhei como ilustrador, cartunista, designer gráfico, animador, colorista digital, editor de vídeo e tocador de todos os ofícios no campo da mídia digital.” diz Eric, em sua descrição pessoal, onde revela também seu passado gamer.

“Eu tenho sido um gamer desde o dia em que meus avós me deram de natal uma cópia do “Ultima”, no começo dos anos 80. Eu tive a oportunidade de trabalhar para a Atari como animador, e fiz o design de personagens para “Inherit The Earth”, revela o criador de Peace Island, que vê no projeto o maior desafio da sua vida.

Um dos gatos de Eric, que é homenageado no game. Imagem: Reprodução.

“Peace Island é um projeto que Laura e eu passamos nos últimos cinco anos concebendo, e é certamente o projeto mais ambicioso que já assumi, em toda a minha vida. Espero que você considere valer o seu tempo, interesse e investimento.”.

Os gatos jogáveis

No decorrer do game, o jogador assumirá o controle de cada um dos nove gatos presentes na ilha. Cada um tem sua própria personalidade, pontos fortes e fracos, e portanto, seu próprio papel a desempenhar.

Esse bonde terá uma missão pela frente. Imagem: Divulgação.

Os personagens serão desbloqueados assim que as fases forem sendo superadas. Cada um dos gatos tem opiniões divergentes sobre o valor geral da humanidade. Alguns se divertem em seu ambiente novo e mais silencioso, enquanto outros sentem falta dos seres humanos por perto. O criador falou sério quando propôs uma experiência imersiva.

Homenageie seu finado pet

A morte dos bichos também será trabalhada no game. Contudo, isso promete ter uma passagem emocionante, sobretudo para o jogador. No final de uma trilha sombria e desgastada, a paisagem se abrirá para algo sem palavras.

Terras deixadas perpetuamente pelos fundadores da ilha apontarão um cemitério de animais. O sereno local será uma homenagem aos bichos extraordinários da ilha. Gatos, furões e cachorros dividirão um espaço onde o verde e a saudade estarão presentes. E é aqui que a emoção com o jogador pode ficar bonita.

No nível mais alto de patrocínio do projeto, você terá o direito de inserir uma imagem do seu finado pet (qualquer que seja), bem como seu nome na lápide. O recurso será replicado em todas as cópias do jogo. Dessa maneira, vc poderá ir na forma de gato ao local sempre que sentir saudade.

Pet Sematary do bem. Imagem: divulgação.

A ideia certamente tem tudo para ser muito bem vista para milhares de donos com saudades de seus bichos de estimação. Ainda mais em um lugar bonito, cercado em formato de coração.

Promessa

A ideia de Peace Island é de fato uma experiência que promete divertir, e, sobretudo, propor uma reflexão diferente sobre esse universo. “Principalmente após o game over”, espera Eric.

Plataformas

Inicialmente, o projeto está sendo desenvolvido para PC. Contudo, uma versão para Mac é “uma prioridade absoluta” de acordo com o time desenvolvedor. A previsão de lançamento está prevista para o final de 2019.

Como ajudar

Por enquanto, o projeto já conta com 345 apoiadores dentro da meta de US $ 13.098. Os níveis de apoio começam com 1 dólar. O time é pequeno, e deve atrasar em suas datas, mas o projeto já está em adiantado em vários aspectos. Para saber mais sobre o financiamento, clique aqui.

Veja o vídeo sobre o projeto: