cropped-HIDEO-KOJIMA-
Críticas positivas e negativas já eram esperadas pelo desenvolvedor de Death Stranding (Imagem: Reprodução)

Death Stranding já está entre nós e, de certamente já divide opiniões quanto a sua aceitação de uma maneira geral. O criador Hideo Kojima entende isso e, como tal, não se ausentou de comentar a parte que lhe cabe. O japonês expressou alguns pensamentos sobretudo em relação as críticas mais negativas sobre o game.

De acordo com Kojima, as críticas não o incomodaram, e tampouco o abateram. Em uma entrevista recente à publicação italiana Tgcom24, ele falou sobre como os críticos americanos podem não gostar do jogo devido ao seu amor por atiradores em primeira pessoa.

Kojima também falou com o PlayStation Access durante uma entrevista recente. Ele observou que a singularidade e as técnicas inovadoras de Death Stranding causaram uma divisão entre os revisores.

“Acredito que haverá reações positivas e negativas”, disse Kojima sobre seu novo jogo. “Isso acontece quando você tenta fazer algo novo, mesmo em filmes ou jogos. Se as pessoas se deparam com algo que nunca experimentaram antes, pode ser um desafio.” . Ele observou que havia uma situação semelhante com o Metal Gear Solid quando ele entrou no gênero furtivo.

Em suma, tem sido a mesma história desde que Hideo Kojima começou a fazer jogos, sendo likes e deslikes uma constante em sua carreira até aqui. No entanto, a experiência quase cinematográfica de Death Stranding tem ingredientes suficientes para ficar marcada como algo diferente de tudo que o japonês já apresentou até aqui. O mesmo ineditismo pode valer para os gamers que vierem a jogá-lo.

Atualmente, Death Stranding está disponível no PS4, mas estará disponível para PC, em 2020.