Futebol de Streamers
Créditos: Bruno "Foca" Alvares

A primeira edição do Futebol dos Streamers não poderia ter roteiro melhor. Se em campo Time YoDa e Time brTT protagonizaram gols e lances épicos – mas não tão belos assim -, fora dele o engajamento da comunidade e as doações foram um sucesso absoluto. No fim, a pelada beneficente terminou com vitória nos pênaltis do Time brTT, por 6 a 5, após empate em 5 a 5 no tempo normal. Grande destaque para o goleiro Pantera, herói que defendeu uma cobrança decisiva e ainda anotou o último pênalti antes de correr para o abraço.

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

O evento contou com pico de audiência de 130 mil, com 319 mil espectadores únicos na transmissão através do canal do YoDa na Twitch. Cerca de R$ 20 mil foram arrecadados em donates dos internautas – que não vieram somente do Brasil, mas também dos Estados Unidos, Canadá, Irlanda, Espanha e Alemanha. O valor total, que ainda contará com ajuda de streamers e parceiros, será revertido para o projeto social YoGamers do Bem, da SehLoiro

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

“Queria agradecer a todos os streamers e à nossa comunidade, que abraçaram o Futebol dos Streamers e a causa social. Muitos fizeram esse dia ser especial e inesquecível para o nosso cenário. Como sempre falo, o Game transformou minha vida, e quero ajudar outras pessoas a alcançarem seus sonhos. Acredito que todo mundo pôde se divertir, em campo e pela transmissão. Espero que seja o primeiro de muitos”, afirmou YoDa, CEO da SehLoiro e sócio da nøline culture, idealizadora e organizadora do Futebol dos Streamers.

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

Grandes nomes da comunidade trocaram o mouse pelas chuteiras (e talvez ainda se arrependam por isso). Além dos capitães YoDa e brTT, os streamers Ookina, Rakin, Dioud, Calango, Pimpimenta, Daniels, Leko, Giga, StereOnline, entre outros, protagonizaram lances épicos, que ficarão guardados na memória. Graças aos memes, é claro!

A rivalidade sadia entre os times era visível e o começo do jogo já mostrou o que dava pra esperar. BrTT e Ookina, com extrema categoria, lideraram as suas equipes. O “pai” foi o artilheiro, com quatro gols, imitou Gabigol nas comemorações e saiu com a vitória. Já Ookina, com a qualidade estilo Alemanha nos 7 a 1 contra o Brasil, fez três belos gols para o Time YoDa e acabou eleito pelo chat como o “Craque do Jogo” – ele foi premiado com um incrível Headset Gamer HyperX

Todo o show de bola foi “desenvolvido” sob os olhares e instruções das treinadoras Giuliana “Caju” Capitani e Camila “Camilota XP”, que não ficaram somente nas orientações. Com muito esforço, mas pouca precisão, as técnicas também cobraram penais na disputa que determinou o campeão. E não foram só elas que trocaram a função durante o jogo. Axt e Jovirone, narrador e comentarista na etapa inicial, largaram o microfone pelos gramados no segundo tempo. Aí foi a vez de YoDa e Xabula assumirem a transmissão com o objetivo de manter a grande audiência da noite. Missão dada, missão cumprida. 

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

Vale destacar que a pelada não seria a mesma sem três grandes personagens: a irreverente repórter Samira Close, o Anão Chave e chat VAR. Com máxima autoridade, nosso árbitro foi (ir)responsável pela marcação de diversos lances polêmicos. Ele contou com a ajuda dos internautas do chat, nossos árbitros de vídeo. Foram mais de 218 mil interações durante a transmissão. E, como a voz do povo é a voz de Deus, os fãs tomaram diversas decisões e ainda votaram em enquetes.

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

“Foi muito legal ver o empenho de todos os participantes, que se doaram ao máximo em campo em prol de uma causa maior. Nossos parceiros também foram fundamentais para o sucesso do projeto. Com certeza, já estamos ansiosos para a próxima edição. Com as arrecadações, poderemos fazer as melhorias necessárias para manutenção e melhorias da sala YoGamers do Bem, sediada no Aeroporto Internacional de Confins, em BH, em uma parceria com a Fundação Cultural Chico Xavier. Muitas crianças serão beneficiadas por meio do acesso ao conhecimento, do desenvolvimento pessoal e intelectual e de sua transformação por meio dos games”, ressaltou Adriana Noronha, COO da SehLoiro e sócia da nøline culture.

Créditos: Bruno “Foca” Alvares

YOGAMERS DO BEM

Criado por Felipe ‘YoDa’ Noronha, atleta campeão brasileiro de eSports e maior Streamer Brasileiro, o projeto YoGamers do Bem (YGB), projeto de voluntariado da SehLoiro, envolve não só colaboradores, como familiares, clientes e parceiros, a comunidade escolar e toda a comunidade gamer. O YGB, por meio da inclusão tecnológica e do conhecimento aos jogos eletrônicos, beneficia alunos a partir de 10 anos matriculados em escolas públicas das cidades de todo Brasil. YoDa acredita que o Gamer é a oportunidade para educar com diversão e desenvolver jovens para um mundo melhor.

Nøline culture

Em maio de 2018, foi fundada a nøline culture, consultoria do mercado gamer que atua no planejamento estratégico e geração conteúdo para marcas e agências que desejam se conectar com os eSports e games. Os sócios são Rodrigo Rivellino, fundador da Live Arena e sócio da aktuellmix; Fabio Mergulhão, fotógrafo e ex-VP de criação da aktuellmix; Felipe “YoDa” Noronha, empresário, streamer e pro player, eleito nos últimos dois anos como “Personalidade do Ano” no Prêmio ESports BR e Gamer do ano no Miaw MTV; e Adriana Noronha, COO da SehLoiro, empresária e consultora de eSports. A nøline incorpora alguns dos produtos da empresa SehLoiro, como o YoTalkshow e YoLive.tv.

SehLoiro

A SehLoiro, empresa do Felipe ‘YoDa’, é especialista em marcas e assessoria de atletas e influenciadores gamers. Possui marcas gamers registradas e licenciadas, entre elas o personagem YoDinha, marca atualmente estampada em cadernos escolares, canecas e vestuários, que recebe uma assinatura digital e é o mascote do projeto de voluntariado YoGamers do Bem. Atualmente todos os royalties de produtos licenciados são direcionados para manter o trabalho do projeto YGB.

Entre as iniciativas já realizadas pela YGB, estão a campanha de Natal para a ONG Cotic que recebe apenas crianças com câncer, em 2015; a campanha para a compra das próteses de lâminas de Felipe Lima e a ação de Natal da ONG “Sonhar Acordado”, que atua em vários Estados do Brasil, cuidando de 3.000 crianças, em 2016. Já em 2017, o valor de donates (doações) arrecadados durante o ano nas streams do canal do YoDa, beneficiou a Casa da Vovó Nadir, ONG Perus- SP / unidade Casa Verde, que atende mais de 970 crianças.