LoL Ekko
Imagem: Divulgação

A cada nova linha de skins lançada pela Riot Games em League of Legends, todo um universo se desenrola em frente aos jogadores. Muito mais que adições cosméticas, as skins permitem que o jogador consiga personalizar e se identificar com o seu Campeão favorito, tornando o jogo ainda mais extraordinário. 

Para dar voz à linha de skins True Damage do Campeão Ekko, a Riot Games fechou uma parceria inédita com o rapper Emicida. Esta é a primeira vez que League of Legends usa um star talent no Brasil e, apesar de Emicida já ter participado de outros trabalhos de atuação e dublagem, essa é a sua primeira vez dublando um personagem de games.

Ekko e toda a linha de skins True Damage fazem parte de um projeto único de regionalização, no qual todos os países escolheram rappers para dublar os Campeões que fazem parte do grupo musical. A sessão de gravação contou com o ator Marcelo Campos – voz original do Ekko no Brasil – no papel de diretor de dublagem, para garantir que a essência do personagem permanecesse intacta. Emicida não apenas leu as falas, que são todas rimadas, mas improvisou e adicionou seu próprio tempero à dublagem. 

“Desde quando tivemos a chance de fazer parte da trilha, conseguimos desenvolver uma relação muito verdadeira tanto com a Riot quanto com a história do League of Legends. Eu admiro não só o LoL, mas todo o mundo dos games”, diz Emicida.

“Eu me sinto lisonjeado por ser convocado para fazer parte desse episódio. Ainda mais num momento tão especial como esse que estamos vivendo, que é de ascensão, de luta por reconhecimento e de conscientização do Brasil a respeito da contribuição das pessoas de pele preta. Então, pegar um personagem que nem o Ekko e dar vida para ele, levar um pouco da nossa verdade para dentro dele, é uma honra gigante“.

Essa não é a primeira parceria de Emicida com League of Legends – um jogo que ele já admitiu jogar e amar. A final do CBLoL 2018, em Porto Alegre, foi marcada pela apresentação do rapper, na sempre esperada abertura do torneio, com a música É só um joguinho, que ele compôs em homenagem aos fãs e à comunidade do jogo.