もうありません ou "Não tem mais" é o que se houve nessa semana quando se pede um NS por lá.

As primeiras unidades de Nintendo Switch Lite começam a chegar ao mercado, e as primeiras impressões são boas. Embora muitos não tenham visto muita vantagem em deixar mais enxuto um aparelho que por si só já era de fato portátil, no Japão, não deu pra quem quis.

De acordo com os canais que cobrem o mercado gamer no arquipélago, já começam a faltar unidades do console da Nintendo, menos de 3 dias após a estreia do portátil no Japão.

O novo modelo de Nintendo Switch cujo sua maior característica é um aprimoramento significativo na duração da bateria, está com falta de estoque no Japão em apenas dois dias de vendas. Redes de lojas do país como Rakuten Books, 7-Eleven, Amazon Japan, Yamada Denki e Bic Camera já estariam solicitando novos lotes do console.

Em contrapartida, o modelo original – que já vem com a nova bateria de longa vida – segue como uma alternativa nos varejistas. A revista japonesa Famitsu deve divulgar informações mais precisas do sucesso do console já na sua próxima edição, que sai esse mês.