Negócio da China: Presidente da Nintendo falou com investidores sobre os planos da empresa no país.
Negócio da China: Presidente da Nintendo falou com investidores sobre os planos da empresa no país.

Após muito planejamento envolvendo muitos pontos altos e baixos, a Nintendo finalmente bateu o martelo para conseguir seu “negócio da China”. Juntamente com a Tecent, o comunicado ocorreu durante um evento de imprensa na conferência de jogos ChinaJoy em Xangai.

Um entra com a Nuvem, o outro com os jogos

Com o acordo, a parte da Nintendo está mais do que clara: entrar com seu vasto acervo de jogos populares. Já a gigante chinesa da internet fornecerá serviços em nuvem e servidores para a plataforma online do Switch na China.

Além disso, além também ficará a cargo da Tecent adaptar os jogos da Nintendo em chinês simplificado. Por enquanto, já foram anunciados jogos como Super Mario Odyssey e The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Todavia, mais cestão a caminho.

Pagamento

Dentre os diversos hábitos culturalmente peculiares que envolvem os chineses, comprar online decerto é um deles. Dessa maneira, a loja eShop da Switch também será modificada para que os usuários possam comprar jogos com o popular sistema de pagamento WeChat da Tencent.

Switch na China

Embora a parceria entre ambas as empresas já venha dando os primeiros passo chineses desde abril desse ano, o novo acordo NÃO significa que os produtos da Nintendo irão entrar sambando por lá. Isso vale para o Nintendo Switch, por exemplo.

Ainda existem várias fases de aprovação regulatória que a Nintendo e Tencent precisam resolver até que uma embalagem chinesa de Nintendo Switch chegue aos varejistas do maior país do mundo.

Assim, ainda será preciso agir na ponta dos pés até a Nintendo esteja de fato, passeando pela China. Todavia, acaso consiga, e tudo indica que é só questão de tempo, a Big N se juntará ao PS4, primeiro console a romper com sucesso a muralha – comercial – da China, imposta nos em 2000.