xbox playstation friends
O futuro é de parcerias! Montagem: Divulgação/Observatório de Games

Se há um ponto forte que cada plataforma costuma exaltar sempre que pode, esse ponto certamente é sua biblioteca de jogos. E foi graças aos exclusivos de cada videogame que, em menos de 20 anos, se criou uma espécie clubismo entre os jogadores. Ali, cada lado torce, xinga, sofre e goza a cada rodada de novidades.

Contudo, assim como no comparativo aos clubes, nos games, de vez em quando, trocas acontecem. Embora relativamente raras no caso de jogos que conquistam outras plataformas, agora um cenário se encaminha para que as principais plataformas permitam que seus títulos passeiem pelo vizinho.

O fã mais afoito já entra nesse parágrafo procurando por Kratos, Master Chief e Mario fora dos seus quadrados. Não. Não vai acontecer, afinal, pra da casa é prata da casa. Contudo, o que tem se encaminha por aí são alguns jogos de “média patente” que poderão ser jogados na plataforma concorrente através de serviços de assinatura. Veja o que vem pro aí:

Playstation no XBOX

Em entrevista à Bloomberg, Shawn Layden, presidente dos estúdios de videogames da Sony no mundo, disse que muitos títulos de multi-players poderão sair da biblioteca da casa e ir para “uma base mais ampla”. Em outras palavras, esses jogos podem ir para o PC, ou até mesmo para serviços de assinatura do Xbox.

Contudo, conforme mencionado mais acima, os títulos exclusivos ainda farão parte da estratégia da empresa. “Devemos apoiar a plataforma PlayStation – isso não é negociável”, disse Layden com relação às prioridades.

XBOX no PlayStation

Ligar o PS4/PS5 e por lá encontrar um ícone do Game Pass, de onde você acessaria essa “Netflix de jogos” do Xbox e mandaria bala. Parece coisa de hacker mitológico, mas é algo que Ben Decker, diretor de serviços de gaming da Microsoft, adoraria ver.

Ainda de acordo com a declaração de Decker, a meta da empresa é levar o Game Pass para o PS4 e também outras plataformas. “Nós gostaríamos de ver o Game Pass em todas as plataformas. E eu acho que essa pode ser nossa meta a longo prazo. Não temos planos específicos por enquanto, mas todos nós amaríamos ver o Game Pass em todos os lugares”, disse Decker.

Aqui, também se estende a possibilidade para Nintendo Switch. De acordo com o Direct-Feed Games – famoso por suas “fontes internas” – a Microsoft estaria em vias de lançar um aplicativo XBox no Nintendo Switch.

Além disso, informações dão conta de que o Xbox Game Pass também irá rodar no console da Nintendo. De acordo com a fonte, isso seria possível através de sua nova tecnologia de streaming, Project Xcloud. Leia mais aqui.

Concorrer sim, brigar não

Embora haja como foi dito anteriormente um clima de torcida e rivalidade entre os fãs de cada plataforma, isso não se estende as empresas. De fato, existe sim uma concorrência, mas isso não significa que parcerias como as citadas não possam existir a fim de todos saiam lucrando.

meme sony xbox nintendo
De acordo com Spencer, o clima de briga é entre os fãs. As empresas até se ajudam.

Mas até mesmo antes disso, existe um clima agradável entre as partes, com muito respeito e até troca de informação. É o que garante Phil Spencer, chefe da Divisão XBOX, que nega a fama de que Sony, Microsoft e Nintendo vivam nesse clima. De acordo com Spencer, isso é coisa dos fãs de cada marca.

“Eu acho que há muitas pessoas que tentam virar a indústria de games contra ela mesma, e pensam que existem facções e grupos dentro dessas empresas que se odeiam … isso não é verdade”, diz Phill Spencer, que ainda argumenta sua defesa.

Phil Spencer durante entrevista para a revista Fortune. Imagem: Reprodução.

“Eu tenho ótimos amigos que trabalham na Sony, Nintendo, Valve e outras empresas de plataformas… a indústria não é tão grande. Eu certamente nunca irei votar no fracasso do jogo de outra pessoa, porque isso de alguma forma faz minha plataforma ter sucesso. defende Spencer.

“Por exemplo, se eu pensar em outro tipo de entretenimento, com uma banda. Eu tenho que esperar que uma [outra] banda tenha um álbum ruim [para que a minha tenha sucesso]? O jogo não vai melhorar se o PlayStation não for uma marca ou a Nintendo não for uma marca.”

Espaço para todos

Em complemento ao raciocínio anterior, o chefe da divisão XBOX entende que embora haja concorrência, não é a falha dos concorrentes que fará os jogos da equipe verde serem melhores. “Fundamentalmente, acredito que o cenário de jogos é um lugar melhor com marcas conhecidas e confiáveis ​​que os clientes adoram. Se marcas conhecidas que os clientes adoram desaparecerem, isso prejudicará sua confiança.

Clientes um do outro

Por fim, está nas nuvens a mais evidente pista de que o futuro é mais de parcerias do que afastamentos. A fim de argumentar conclusivamente que não existe essa acidez industrial na relação entre os grandes, Spencer relembra as relações públicas entre XBOX e as concorrentes.

Rivais históricos em algumas áreas, Sony e Microsoft anunciam parceria para jogos em nuvem. Imagens Divulgação
Parceria em nuvem surpreendeu muita gente. Tem ódio, não tem é loucura. Montagem: Obs de Games

“Somos uma das maiores editoras da PlayStation: enviamos o Minecraft para lá. Temos um excelente negócio na PlayStation e na NintendoSwitch. As pessoas lá estão tentando fazer a melhor experiência para seus clientes.”

Vale lembrar ainda que em maio, a Microsoft anunciou uma parceria estratégica com a Sony, que deve resultar na fabricante do PlayStation usando seus data centers Azure para jogos em nuvem e serviços de streaming de conteúdo.

Em suma, craques seguem jogando em casa, medianos podem ser emprestados e parcerias estão sempre abertas a análise. #Pas.