PlayStation Productions irá adaptar games exclusivos da franquia para tv e cinema.
PlayStation Productions irá adaptar games exclusivos da franquia para tv e cinema.

Foi anunciado nessa segunda-feira (20) a criação do PlayStation Productions, um estúdio que será focado em adaptar os games exclusivos da Sony para TV e cinema. Declaradamente inspirados no exemplo da Marvel, a ideia é fazer uso dos melhores jogos do portfólio de 25 anos da empresa.

Olhamos o que a Marvel fez com seu universo de quadrinhos, transformando-o nos maiores filmes do mundo. Claro que é ser ousado colocar uma meta de seguir os passos deles, mas certamente nos inspiramos nisso.” disse Shawn Layden, supervisor do estúdio.

O diretor da PlayStation Productions, Asad Qizilbas (esq.) e o supervisor Shawn Layden. Imagem: hollywoodreporter.com

Pensamos que agora é um bom momento para olhar para novas oportunidades de mídia, como streaming, cinema ou TV, e assim dar aos nossos mundos uma vida em outras áreas”, comentou Layden.
Ainda de acordo com o supervisor, um dos principais argumentos que sustenta esse investimento é o fato da empresa estar “familiarizada” com seus jogos e conhecer, de fato, o que querem seus fãs.

Desafios

Layden entende que o mercado para games em Hollywood melhorou muito nos últimos 20 anos. De acordo com ele, o motivo disso seria que boa parte dos cineastas hoje são gamers. Contudo, não basta conhecer e gostar, é preciso saber o que fazer com isso.

O verdadeiro desafio é: como você pegar 80 horas de um jogo e fazer um filme? Resposta: você não faz isso. O que se deve fazer é pegar o espírito do que está escrito lá especificamente para o público do filme. Você não pode recontar o jogo em um filme. ”

Kratos na TV ou no Cinema?

De acordo com o diretor do novo estúdio, Asad Qizilbash tudo dependerá do título. ” “Em última análise, a história determinará o formato. Queremos trazer o nosso IP para o meio que melhor honra a propriedade”, diz ele.
De qualquer maneira, a qualidade é o fator que precisará estar a frente de qualquer projeto, seja para tv ou cinema, diz Layden.

Processo de captura de movimentos para o game God of War. Imagem: Divulgação

Terminar um game e, nos anos seguintes, curtir um seriado dele

Um dos objetivos dentro dessa movimentação toda é preencher o gap que um gamer sente entre a conclusão de uma primeira aventura e a sua sequência. Por exemplo, se o jogador tivesse terminado The Last of Us em 2013 e assistido um seriado disso por três anos, a franquia estaria, de alguma maneira, no hype até ser anunciada a parte 2. Leia-se manter no hype = faturando.

Com quem começa?

Por enquanto não foi informado qual dos mais de 100 títulos originais poderia dar o start nesse ciclo. Sabe-se, todavia, que já existe um projeto sendo tocado. Assim, as especulações podem iniciar se dividindo entre começar tateando terreno usando uma franquia relativamente pequena, ou, entrar com os dois pés no peito do mercado, com Kratos.