O jogo inspirado na figura de Bolsonaro causou muita polêmca desde seu lançamento, em 5 de outubro de 2018.

O polêmico jogo de Jair Bolsonaro acaba de ter sua venda proibida.  Nesta quinta feira (20), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) ordenou que o jogo “Bolsomito 2k18” tenha sua venda suspensa da plataforma de jogos STEAM.

Cenas de Bolsomito 2k18, onde Jair Bolsonaro percorre o Brasil espancando representantes de minorias.

No jogo lançado pouco antes das eleições, Bolsonaro percorre cenários brasileiros espancando minorias que supostamente atrapalhariam o desenvolvimento do país.
Manifestantes caracterizados como integrantes do MST, feministas, gays e jumentos com bandeiras do PT (simbolizando simpatizantes do partido dos trabalhadores) são combatidos com socos e chutes e empurrões.

Dependendo da fase, há ainda a possibilidade de se empurrar esses personagens para serem atropelados.  Outro detalhe chamativo é o fato de que todos os inimigos no game, ao serem destruídos, viram fezes.

Veja também: Alfonso Ribeiro, o “Carlton” de “Um Maluco no Pedaço” processará estúdio que pôs sua dança em game.

O desembargador Álvaro Ciarlini, que acatou ao pedido do MPDFT, entende que o jogo Bolsomito 2k18 “promove desvalores como a discriminação racial, o preconceito e a violência.”

A BS Studio, que não possuía site, mas até então tinha uma rede social, desativou sua conta.

No acesso de hoje, o jogo (que agora aparece apenas como “BOLSOMITO”) ainda está disponível para compra na STEAM. Entretanto, o preço está com um desconto de 56%.

Atualmente, o jogo está por quase metade de seu preço original de venda.

Diante disso, a Valve, proprietária da STEAM, será notificada e terá cinco dias para remover o jogo de seu catálogo. Caso descumpra a determinação, a multa pode chegar a R$100.000,00 por dia.